A razão entre a massa dos prótons e a massa dos elétrons

Observações recentes mostram que a razão entre a massa dos prótons e a massa dos elétrons tem se mantido constante ao longo da história do Universo: “os elétrons e prótons das moléculas antigas têm massas relativas indistinguível daquelas medidas hoje nos laboratórios da Terra”.

Mais precisamente, medidas espectroscópicas das linhas de absorção do metanol no sistema PKS 1830-211 indicam que a razão entre a massa dos prótons e a massa dos elétrons a sete bilhões de anos atrás “não pode diferir do valor atual por mais de 0,00001 porcento”.

Esse tipo de resultado experimental é bastante importante, pois nos permite descartar muitas propostas teóricas que supõem que as constantes fundamentais variam no tempo.

REFERÊNCIA
Nature: Relative masses of 7-billion-year-old protons and electrons confirmed to match those of today’s particles. Nature, 14 December 2012. DOI: 10.1038/nature.2012.12049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *