[Pós-graduação] “Educação Patrimonial e Desenvolvimento Local: Relação Sociedade-Patrimônio em Santa Leopoldina”

Descrição da imagem: Foto de Santa Leopoldina presente no processo de tombamento do município arquivado no Conselho Estadual de Cultura do Estado do Espírito Santo.

Autora: Lorena de Andrade Castiglioni

Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 06/06/2014

Orientador: Renata Hermanny de Almeida

Resumo: O estudo propõe a discussão do papel da Educação Patrimonial em processos de conservação de sítios históricos tendo em vista seu potencial como instrumento de geração e/ou fortalecimento de formas de participação social associadas ao sentido de identidade individual e/ou coletiva. Em uma perspectiva ampliada, o projeto pretende apontar sua importância em políticas culturais articuladas a planos de desenvolvimento territoriais e educacionais. Adota-se como campo de estudo empírico a sede municipal de Santa Leopoldina, Espírito Santo, particularmente área protegida por tombamento estadual (1983). A hipótese é estabelecida por se acreditar na dificuldade de criação de laços memoriais fortes por parte da comunidade local atual o que dificultaria a constituição de vínculos de identidade estruturados em conexão afetiva (sentido de pertencimento) inviabilizando, por sua vez, o despertar de interesse de preservação de quadros espaciais de vida. Assim, propõe-se pensar o par de temas Educação e Patrimônio, visando à elaboração de conexões entre memória, consciência, e ação social, em particular aquela vinculada à conservação de suportes materiais da memória coletiva. Para tanto, desenvolve-se roteiro metodológico aplicado em instituição de ensino localizada no perímetro da área de proteção patrimonial da sede municipal. O objetivo é, de um lado, compreender os fundamentos do instrumento em si, a Educação Patrimonial, e, de outro, suscitar o conhecimento e o reconhecimento da própria tradição para e em cada um dos sujeitos envolvidos no ensaio prático. Para isso, o desafio é diminuir a antecipação propiciada no/pelo campo teórico, permitindo, assim, o desvelar do sentido prático em sua potência.
Palavras-chave: Educação Patrimonial. Sítio histórico. Educação formal. Santa Leopoldina.

Acesso ao documento

Referências:

CASTRO, Rabello Sonia de. O Estado na Preservação de bens culturais. Rio de Janeiro: Renovar, 1991.

DE BONI, Ecléa. O tempo vivo da memória: Ensaios de psicologia social. São Paulo: Atêlie Editorial, 2003.

FUNARI, Pedro Paulo; PELEGRINI, Sandra. Patrimônio Histórico e Cultural. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor Ltda., 2009.

GUARESCHI, Pedrinho A.; JOVCHELOVITCH, Sandra. Textos em representações sociais. Petropólis, RJ: Vozes, 2003.

MOSCOVICI, Serge. Representações Sociais: Investigações em psicologia social. Petrópolis: Vozes, 2004.

RICOUER, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora da UNICAMP, 2007.

SECRETARIA DE CULTURA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Conselho Estadual de Cultura. Arquitetura: Patrimônio Cultural do Espírito Santo. Vitória: SECULT, 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *